Como identificar alergénios na rotulagem?

October 24, 2019

Como identificar alergénios na rotulagem?

A leitura dos rótulos dos produtos alimentares é um hábito indispensável para que vive com alergias e intolerâncias alimentares. Mas como podemos identificar alergénios na rotulagem?

1. Uma lista de ingredientes com palavras destacadas, seja pelo aumento da espessura da letra (negrito), com contraste de cores, palavras sublinhadas ou COM MAIÚSCULAS, indica que esse alimento inclui ingredientes alergénicos, ou seja, aqueles que se encontram destacados.

2. Quando não há uma lista de ingredientes é também obrigatória a declaração de alergénios pela expressão “Contém…” no rótulo (por exemplo, nos vinhos “Contém Sulfitos”).

3. As frases “Pode conter vestígios de…” ou “Este alimento não é adequado a pessoas com alergia a…”, significa que esse alimento, embora não contenha alergénios nos seus ingredientes, sofreu contaminação cruzada durante a produção/ transporte/ armazenamento, e que contém o alergénio mencionado em quantidade suficiente para provocar reação.

4. A expressão “Produzido numa fábrica que manipula…”, significa que há risco potencial do alimento conter vestígios de alergénios também por contaminação cruzada em alguma fase do processo, mas se o contiver será em quantidades que apenas afetam quem não tolera qualquer tipo de vestígios.

5. Por vezes, algumas marcas optam por reforçar a informação sobre ingredientes alergénicos já fornecida na lista de ingredientes, com uma declaração adicional como “Contém…”.

6. Quanto ao glúten, podemos ainda encontrar outras informações na rotulagem:

- «Isento de glúten» significa que o alimento contém menos que 20mg/kg de glúten. Associado a estes alimentos pode também surgir a menção «adequado a pessoas com intolerância ao glúten» ou «adequado a pessoas com doença celíaca».

- «Teor muito baixo de glúten» significa que o alimento é proveniente de um cereal que contém glúten mas em quantidade inferior a 100mg/kg, podendo ser tolerado por pessoas menos sensíveis.

- “Naturalmente isento de glúten” não significa que o alimento seja seguro para celíacos, apenas que foi confecionado a partir de ingredientes sem glúten, mas não exclui a possibilidade de contaminação cruzada em alguma fase do processo.

Destas menções, apenas é obrigatória por lei a declaração da presença dos 14 principais alergénios quando estes fazem parte da lista de ingredientes e é altamente recomendado pela ASAE que se declare sempre que haja contaminação cruzada confirmada e que não seja possível evitar. No entanto, a referência à possibilidade de ocorrência de vestígios é o que se chama de rotulagem preventiva e não tem obrigatoriedade legal. Por esse motivo, na dúvida, deve-se contactar a marca para confirmar se o alimento é seguro para a alergia em questão.

Os produtos Fidu são produzidos em instalações isentas de alergénios, a partir de ingredientes rigorosamente selecionados isentos dos 14 alergénios e dos seus vestígios. Mas atenção: Os nossos produtos PODEM CONTER Sabores deliciosos, seguros e inclusivos!

Informação baseada em publicações da ASAE, Regulamento (EU) nº 1169/2011 e Regulamento de Execução (UE) nº 828/2014.


EN