Alergias alimentares mais comuns em crianças

janeiro 06, 2020

Alergias alimentares mais comuns em crianças

Nos países ocidentais, as alergias alimentares afetam cerca de 5-6% das crianças (1).
Cerca de 75% das reações alérgicas em crianças são causadas por ovo, amendoim, leite de vaca, peixe e frutos de casca rija, sendo que, na Europa continental, as alergias alimentares mais comuns em crianças são devidas a leite, ovos e amendoim (1, 2, 3).


A alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV) é a causa mais comum de alergia alimentar na população pediátrica nos países desenvolvidos, afetando 2% a 3% das crianças, sendo menor entre os bebés amamentados (0,5%). É provável que esses números se refiram à APLV mediada por IgE, enquanto a prevalência de APLV não mediada por IgE não é bem conhecida (4).


Sendo o tratamento de eleição da alergia alimentar a eliminação do alergénio da dieta, a vasta presença de leite e ovos em produtos alimentares pode dificultar a gestão da alergia e reduzir as opções de escolha numa ida às compras. A Fidu quer facilitar a escolha, oferecendo opções seguras, isentas dos 14 principais alergénios e dos seus vestígios, que são também fáceis de preparar.


Já experimentou os nossos Preparados para Bolos sem leite, sem ovo, sem trigo, sem glúten?

---
(1) Vieira, R. (2015). Alergénios Alimentares: Um estudo sinóptico. Universidade Nova de Lisboa.
(2) EAACI. (2012). Food Allergy & Anaphylaxis Public Declaration. European Academy of Allergy and Clinical Immunology.
(3) EFSA. (2014). Allergens in Food: Scientific Advice Updated. World Food Regulation Review, 24(7), 13.
(4) Lifschitz C, S. H. (2015). Cow’s milk allergy: evidence-based diagnosis and management for the practitioner. European Journal of Pediatrics, 174, 141-150.