Especial Dia de S. Valentim - 5 Dicas para Namorar em segurança com Alergia Alimentar

fevereiro 14, 2020

Especial Dia de S. Valentim - 5 Dicas para Namorar em segurança com Alergia Alimentar

Sabia que um beijo pode provocar uma reação alérgica?

Os alimentos não precisam de ser consumidos para desencadear uma reação alérgica. Tocar num alimento alergénio e beijar ou tocar em alguém que tenha comido um alergénio recentemente pode ser suficiente para causar uma reação alérgica.

Um beijo na bochecha pode ser suficiente para provocar uma reação por contacto como irritação na pele, comichão e problemas circulatórios. Um beijo na boca pode provocar reações mais severas e até anafilaxia. (1, 2)

Os alergénios alimentares permanecem na saliva por várias horas depois de comer. Escovar os dentes antes de beijar, nem sempre funciona, principalmente se a pessoa que tem alergia é sensível à presença de vestígios do alergénio. (2, 3)

5 Dicas para namorar em segurança com alergia alimentar:

1. Falar sobre a alergia alimentar - Explique os cuidados a ter, alimentos a evitar, como identificar sintomas e como atuar caso ocorra uma reação. É importante que o(a) seu(sua) parceiro(a) entenda e respeite as suas alergias alimentares.

2. Evitar o alergénio - Muitos parceiros optam por evitar os alimentos que causam alergias quando estão juntos. Outros optam por eliminar completamente o alergénio da sua dieta. Deve-se evitar o alergénio em questão 24 horas antes de beijar (apenas escovar os dentes nem sempre funciona!).

3. Perguntar o que comeu - Pergunte à sua cara metade o que comeu antes de beijar. Em caso de dúvida, não beije.

4. Estar preparado para atuar - Mantenha a sua medicação de emergência sempre consigo, mesmo que não planeie comer.

5. Cozinhar juntos – É uma atividade de união e partilha e uma forma de garantir a segurança dos alimentos que ambos consomem. (2,4)

Os produtos da Fidu são feitos a pensar nos alérgicos e naqueles que lhes são mais próximos, e que optam por evitar os alergénios para manter os que mais gostam em segurança. Por isso, queremos que os nossos produtos sejam alternativas mais semelhantes aos tradicionais, para que ninguém tenha de abdicar de doces momentos de partilha.

---

1. Steensma DP. (2003) The kiss of death: a severe allergic reaction to a shellfish induced by a good-night kiss. Mayo Clinic Proceedings, 78(2):221-222.
2. ECARF (2018). Food Allergies: What You Need to Know About Kissing. Disponível em: https://www.ecarf.org/en/nahrungsmittelallergie-was-ist-beim-kuessen-zu-beachten/
3. Eriksson NE, Möller C, Werner S, Magnusson J, Bengtsson U. (2003) The hazards of kissing when you are food allergic. A survey on the occurrence of kiss-induced allergic reactions among 1139 patients with self-reported food hypersensitivity. Journal of Investigational Allergology & Clinical Immunology, 13(3):149-154.
4. FARE (2020). Top Tips for Dating with Food Allergies from FARE Teen Advisory Group. Disponível em https://www.foodallergy.org/resources/relationships-and-dating


PT-PT