Alergénio: Dióxido de enxofre e Sulfitos

dezembro 27, 2019

Alergénio Dioxido de Enxofre e Sulfitos - Fidu | Alimentos Inclusivos

Os sulfitos são definidos como dióxido de enxofre e vários sais inorgânicos de sulfito que podem libertar SO2 sob condições apropriadas (1). Podem ser encontrados em variados alimentos, bebidas e medicamentos, devido às suas propriedades antioxidantes, que evitam a oxidação e escurecimento dos alimentos, e antimicrobianas, atuando como conservantes (1, 2, 3).
Neste artigo pode saber mais sobre as reações adversas a sulfitos, em que alimentos pode encontrar dióxido de enxofre e sulfitos e como identificá-los na rotulagem.

A prevalência de sensibilidade aos sulfitos na população em geral é desconhecida, mas parece ser mais comum em asmáticos, particularmente aqueles que apresentam pólipos nasais e são sensíveis ao ácido acetilsalicílico (aspirina), podendo precipitar crises de asma.


As reações adversas aos sulfitos podem ocorrer por ingestão ou inalação, não estando ainda claramente documentadas. No entanto, consideram-se três mecanismos possíveis:
a) reação mediada por IgE, a qual foi difícil de demonstrar por estudos científicos e sendo apontada como improvável dada a natureza da molécula (não é uma proteína);
b) resposta colinérgica (do sistema nervoso parassimpático) induzida por sulfitos;
c) baixos níveis da enzima sulfito oxidase. (1)


Estas reações embora não sendo mediadas por verdadeiros mecanismos de alergia manifestam-se clinicamente da mesma forma. A maioria das reações aos sulfitos é caracterizada por broncoespasmo, ocasionalmente grave, que pode ocorrer alguns minutos após a ingestão. Outros sintomas podem variar entre dores de cabeça, pele vermelha, urticária, pápulas, rinite, náuseas, vómitos, cólicas abdominais, diarreia, opressão torácica, hipotensão, angioedema e anafilaxia. (1, 2, 3)

Os níveis máximos de sulfitos que podem ser adicionados aos diferentes alimentos e bebidas são definidos legalmente, sendo que um teor de SO2 não superior a 10mg/kg ou 10mg/L, é considerado não presente e, em concentrações superiores a 10mg/kg ou 10 mg/L de SO2 é sujeito a rotulagem obrigatória na União Europeia. Esse limite foi determinado com base na capacidade de deteção dos métodos analíticos de sulfitos em alimentos e bebidas, mas desconhece-se qual quantidade mínima de sulfitos capaz de desencadear uma reação numa pessoa sensível (1).

Produtos que contêm ou podem conter dióxido de enxofre ou sulfitos: (4,5,6,7)
Fidu_Produtos que contêm ou podem conter dióxido de enxofre ou sulfitos

Como identificar Dióxido de Enxofre e Sulfitos na rotulagem: (5, 7)
Fidu_Como identificar Dióxido de Enxofre e Sulfitos na rotulagem


Na Fidu não usamos aditivos artificiais e por isso os nossos produtos não contêm dióxido de enxofre ou sulfitos, sendo seguros para quem tem hipersensibilidade a estas substâncias.

Saiba mais sobre os nossos produtos aqui.

NOTA IMPORTANTE: O conteúdo desde artigo é meramente informativo e não deve substituir as indicações médicas. Caso suspeite de que sofre deste tipo de alergia deverá procurar aconselhamento médico.
______________
(1) NDA. (2016). Scientific Opinion on the evaluation of allergenic foods and food ingredients for labelling purposes. EFSA Journal, 12(11).
(2) Coimbra, A., et al. (SPAIC). Manual Educacional do Doente: Alergénios e Aditivos Alimentares.
(3) Grupo de Interesse de Alergia a Alimentos da SPAIC, 2017. Alergia Alimentar: conceitos, conselhos e precauções, 1a Edição. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica com apoio de Thermo Fisher.
(4) ASAE. (2017). Alergénios Alimentares. In Riscos e Alimentos (Vol. 13).
(5) Regulamento (UE) n.º 1129/2011 de 11 de novembro de 2011 da Comissão Europeia.
(6) Pádua, I., Barros, R., Moreira, P., & Moreira, A. (2016). Alergia alimentar na restauração. Lisboa: Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, Direção-Geral da Saúde.
(7) Regulamento (CE) N. 1333/2008 de 16 de dezembro de 2008 do Parlamento Europeu e do Conselho da União Europeia.